domingo, 11 de dezembro de 2016

10 MANEIRAS DE PREPARAR OVOS

(3801) O Restauranter:

10 MANEIRAS DE PREPARAR OVOS


Chega de jogar a gema do ovo fora, aproveite mais os benefícios do Ovo, este poderoso alimento.

Durante muito tempo, os ovos foram considerados a própria encarnação do mal. Era mais provável que os médicos recomendassem que eles fossem jogados em carros em movimento do que uma frigideira para fazer uma omelete. Isso acontecia porque apenas dois ovos contêm mais colesterol do que a quantidade recomendada. É verdade que é possível cortar um pouco do colesterol removendo parte da gema e usando claras. No entanto, um número cada vez maior de pesquisas tem demonstrado que comer um ou dois ovos por dia não eleva os níveis de colesterol como se acreditava antes. Estudos revelaram que a maior parte do colesterol no sangue é produzida pelo corpo a partir da gordura presente na dieta, e não no colesterol contido nos alimentos.

É por isso que você deve aproveitar os ovos e sua poderosa carga de proteína.
A proteína encontrada nos ovos possui o mais alto valor biológico – uma medida de quanto atende a necessidade de proteína do corpo- entre todos os alimentos. Ou seja, ela é mais eficaz no desenvolvimento dos músculos do que a proteína de outras fontes, até mesmo do leite e da carne bovina. Nos ovos também há vitamina B12, que é necessária para dissolver gordura.

Ovo orgânico ou caipira?
Nutricionalmente, não existem diferenças consideráveis entre esses ovos -a diferença mais importante é relacionada ao manejo de produção. A produção convencional de ovos utiliza gaiolas industriais e é um método superintensivo, que explora ao máximo o potencial fisiológico da galinha. A orgânica (caipira) utiliza galinhas que foram alimentadas exclusivamente com alimentos orgânicos, sem agroquímicos, que não sofreram debicagem (retirada dos bicos, para evitar que se ataquem). Nessa produção, há controle rígido  do uso de antibióticos e as aves não são criadas em gaiolas, têm acesso ao chão. Já o ovo caipira é um meio-termo entre as produções, com uso controlado de remédios, mas não tanto como os orgânicos. As galinhas não são criadas em gaiolas, mas não são necessariamente alimentadas com produtos orgânicos.

Ovo branco ou vermelho?
Ambos são iguais nutricionalmente - a diferença está na linhagem das galinhas. O que existe é uma crença entre os consumidores de que o vermelho é melhor do que o branco. Ao contrário do que roga outro mito, o ovo branco pode ter uma gema tão forte quanto o vermelho. Os ovos caipiras também podem ser brancos ou vermelhos, mas, em geral, raças criadas para produção de ovo caipira botam ovos vermelhos porque o consumidor tem dificuldade de entender que o ovo branco pode ser caipira.


Ovo de codorna ou de pata tem mais nutriente que o ovo de Galinha?
Não e não! O ovo de codorna possui, proporcionalmente, mais colesterol, fósforo, ferro e cálcio e menos vitamina A. Já o ovo de pata é bem semelhante ao de Galinha.

Ovo light não é legal!
Este ovo tem menor teor de gorduras, entretanto, é produzido por meio da modificação da dieta da galinha. Para especialistas, no entanto, o uso do produto não compensa -alguns acreditam que o animal lance mão das reservas do próprio organismo, sofra manipulações e acabe produzindo ovos com composição nutricional regular e que em nosso organismo não oferece beneficio algum ou seja, acaba sendo um alimento morto.

Ovo estrelado

É a técnica de fritar ovo sem gordura, em uma frigideira antiaderente. Tampando a frigideira e cozinhando em fogo baixo, a clara fica macia e ligeiramente dourada, e a gema fica molinha.

Ovo frito

É o frito com óleo na frigideira. A clara fica bem crocante e a gema macia. Tome cuidado para não queimar o ovo – como a temperatura do óleo é bem alta, o preparo desse ovo é rapidinho, cerca de um minuto.

Ovo mexido

Os ovos são batidos, temperados e depois salteados na frigideira. É importante sempre mexer os ovos enquanto os prepara. Ovos mexidos para serem bons precisam estar cremosos e leves, nunca secos e duros. Para isso, adicione creme de leite ou manteiga quando bater os ovos, e os cozinhe em fogo bem baixo.

Ovo cozido

É importante que o cozimento do ovo sempre comece à temperatura ambiente (ou então com água gelada na panela, se os ovos estiverem na geladeira). Para fazer ovos moles, cozinhe por até 4 minutos contando a partir da fervura; já para ovos duros, cozinhe até 10 minutos. Escorra e mergulhe-os em água gelada para interromper o cozimento e facilitar a retirada da casca.

Ovo poché

É o cozimento de um ovo inteiro sem casca em água, deixando-o com textura e sabor bem delicados. O truque é adicionar vinagre ou suco de limão à água do cozimento e colocar o ovo com bastante cuidado, cozinhando por até 5 minutos.

Ovos Benedict

É um ovo poché coberto com molho holandês por cima de uma fatia de lombo canadense e pão de forma tostado. É uma preparação típica dos brunchs americanos.

Ovos assados

É possível assar ovos no forno – mas é preciso ter cuidado com o calor forte e seco por todos os lados. Você pode usar creme de leite, fazer um purê ou cama de legumes para envolver os ovos numa travessa, e cobri-la com papel alumínio.

Omelete

É uma preparação super versátil, que pode ter ou não recheio – o qual é incorporado quase no final do cozimento, quando a omelete é dobrada para ser servida. Dá até para fazer omelete doce, com uma base de suflê com manteiga doce de limão.

Fritada

A principal diferença entre a omelete é que, no caso da fritada, os ovos são incorporados ao recheio logo quando são batidos.

Suflê

É uma massa super leve feita de ovos que pode ser doce ou salgada. O segredo para o suflê não murchar quando sai do forno é a quantidade de claras em neve adicionadas e a firmeza da massa.

MAURICIO GOULART

“Mauricio Goulart Ferreira, natural do Rio de Janeiro, mora em Palmas - TO desde 2000, atuando nos grandes empreendimentos do setor gastronômico do estado e atualmente desenvolve um projeto de consultoria e de assessoramento com foco no atendimento a clientes.”

0 comentários:

 

Copyright @ 2013 Restauranter.