terça-feira, 1 de julho de 2014

GIM

(3441) O Restauranter:

GIM


Gim é bebida para quem gosta de beber. É como um bom filé: um exercício de prazer sem espaço para arrependimentos. Originário da alquimia, chegou a seu perfeito e conhecido estilo “seco” durante o Império Britânico e reflectia o apreço de uma potência imperial por curiosidades importadas: bagas de cubeba, raiz de orris, casca de cássia. Porém, nas décadas do pós-guerra, o exotismo intelectual e tradicional do gim, impossível de esconder em qualquer bebida, saiu da moda. Era a vodka – dissimulada e pouco exigente – que o público queria, e o mercado injectou energia na criação de mais marcas com diferenças cada vez mais imperceptíveis.

Apenas em anos recentes, com a ascensão da cultura dos cocktail´s, é que surgiu uma nova bossa para o gim – novas misturas de ingredientes vegetais, novos métodos de destilação, novos artistas decifrando e amplificando suas complexas harmonias.

A tendência mundial da volta do gim chegou a terras brasileiras também, com novas linhas de gins super premium no mercado. Além das garrafas ao lado, o barman Derivan de Souza recomenda tentar, por exemplo, o Hendrix, um gim com aroma de rosas damascenas e pepinos holandeses. “Dá para encontrar gins super premium por preços que variam muito de firma para afirma. Para ele, a releitura de clássicos como o gim-tônico e os novos cocktail´s vão tomar o paladar dos bebedores daqui para a frente.

Se você nunca soube como o gim pode ser bom, considere esta bebida mais uma lição da vida adulta: ser sensual nem sempre é simples.

The Botanist

Um gim sensacional, puríssimo e de sabor arrojado da lendária destilaria escocesa Jim McEwan, situada em Bruichladdich, na ilha de Islay. A parte “botânica”: a receita leva 22 ervas silvestres colhidas na ilha.

Greenhook Ginsmiths

Este é do Brooklyn, capital mundial dos artesãos moderninhos, onde Steven DeAngelo utiliza um sistema exclusivo de vácuo de mercúrio para destilar a temperaturas mais baixas e manter intactos os aromas extravagantes de seus delicados ingredientes vegetais.

 Ransom Old Tom Gin

Este gim escuro do Oregon segue o estilo do século 19: como um uísque, passa primeiro pela destilação e depois envelhece em barris, para então emergir com um sabor suavemente exótico de cardamomo e zimbro, com toques de chocolate maltado.

Plymouth

Sua origem remonta a 1793 (e à Blackfriars Distillery, que existe ainda há mais tempo), mas seu exacto equilíbrio entre o suave e o picante – ele é o gim definitivo para cocktail´s – cativa a nova geração de mixologistas.

Leopold’s Navy Strength

Gim incrivelmente claro, brilhante e fresco da destilaria de Denver. Mesmo com um teor alcoólico “Navy Strength” de 57% (também há uma versão “normal”, com teor alcoólico de 40%), mantém uma delicadeza floral matizada, com o zimbro em primeiro plano.

The Backstory/Leopold’s

Os irmãos Scott e Todd Leopold venderam uma casa para comprar sua primeira micro cervejaria. Depois idealizaram um novo tipo de gim, em que cada ingrediente vegetal é destilado individualmente. “É como cozinhar com simplicidade”, explica Todd. “Os melhores chefes cozinham assim.” Esse gim virou uma marca de 40 mil garrafas, e eles estão às voltas com um projecto de construção ainda maior: uma destilaria de 2.800 metros quadrados.

MAURICIO GOULART

“Mauricio Goulart Ferreira, natural do Rio de Janeiro, mora em Palmas - TO desde 2000, atuando nos grandes empreendimentos do setor gastronômico do estado e atualmente desenvolve um projeto de consultoria e de assessoramento com foco no atendimento a clientes.”

0 comentários:

 

Copyright @ 2013 Restauranter.