quarta-feira, 29 de agosto de 2012

DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO

(2560) O Restauranter informa:
DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO
Visando conscientizar a população sobre os riscos do tabaco e a importância da prevenção, foi criado em 29 de agosto de 1986, o Dia Nacional de Combate ao Fumo. A partir desta iniciativa, ano após ano, população e poder público criaram leis e medidas que busquem amenizar os problemas provocados pelo uso do cigarro.
Hoje, o fumo é uma das principais causas de morte evitáveis no planeta. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) a cada dia, 100 mil crianças tornam-se fumantes em todo o planeta. Cerca de cinco milhões de pessoas morrem, por ano, vítimas do uso do tabaco.

Os dados apontam ainda que 1,3 bilhão de pessoas no mundo são fumantes. Isso significa que aproximadamente 47% da população masculina e 12% da população feminina fazem uso de produtos derivados do tabaco.
No Brasil, pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, por meio do Instituto Nacional de Câncer (Inca), indica que 18,8% da população brasileira é fumante (22,7% dos homens e 16% das mulheres).
Buscando reverter essa situação, o Ministério da Saúde criou o Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT). Esse Programa tem como objetivo reduzir a prevalência de fumantes no país, e as consequentes mortes ocasionadas por doenças tabaco relacionadas.

O programa já existe há anos e possui medidas de prevenção a iniciação ao tabagismo, proteção da população contra a exposição ambiental à fumaça de tabaco, promoção e apoio à cessação de fumar e regulação dos produtos de tabaco, por meio de ações educativas e de mobilização de políticas e iniciativas legislativas e econômicas.
Essas ações acontecem em parceria com as secretarias estaduais e municipais de saúde. Hoje, o programa é desenvolvido em todos os Estados e vêm descentralizando as ações para seus respectivos municípios.

O resultado desta iniciativa provocou a diminuição da aceitação social do tabagismo, fazendo com que um número cada vez maior de fumantes deseje parar de fumar. Pesquisas mostram que cerca de 80% dos fumantes desejam parar de fumar, porém, apenas 3% conseguem a cada ano, sendo que desses, a maior parte consegue sozinho.
Uma das ações do programa prevê a criação dos grupos de tabagismo. Participando do grupo por meio dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), em cada município, o fumante tem acompanhamento médico, recebe medicamentos para auxiliar no tratamento e ainda convive com outros fumantes, tudo com auxílio de uma psicóloga.


O TABAGISMO
O tabaco começou a ser industrializado em 1840, antes, eram feitos manualmente, como os cigarros de palha. Seu consumo faz mal porque quando queima ele produz mais de quatro mil tipos de substâncias químicas, sendo que sessenta delas são cancerígenas.
A dependência é ocasionada por uma dessas substâncias, a nicotina. Após a ingestão da fumaça, nosso cérebro é estimulado pelo prazer produzido por ela. Entrando em sua corrente sanguínea, a nicotina produz uma sensação de bem-estar, levando o indivíduo ao relaxamento.
Com o passar do tempo, o fumante adquire uma doença denominada tabagismo, que é a dependência do cigarro. A partir da dependência, se torna difícil deixar de fumar, por causa dos efeitos químicos que o cigarro causa no organismo.
O maior dos malefícios do consumo de fumo é o câncer de pulmão, que responde por 90% dos casos da doença. Além desse, o cigarro também pode causar câncer de boca, mau hálito, dentes amarelados, impotência sexual, gangrena em partes do corpo (diminuição da circulação do sangue), dentre outras.
Hoje existem tratamentos com psicoterapias, acupuntura, uso de adesivos e chicletes de nicotina (que juntam pequenas quantidades da mesma no organismo até que a pessoa chegue à baixa taxa), inaladores ou sprays nasais.
Pessoas que não fumam devem ficar alertas, pois a inalação da fumaça do cigarro, mesmo que de outra pessoa, causa os mesmos males, sendo consideradas fumantes passivas.


fonte: http://www.adjorisc.com.br/jornais/folhadevideira/saude-e-bem-estar/29-de-agosto-dia-nacional-de-combate-ao-fumo-1.1147049

MAURICIO GOULART

“Mauricio Goulart Ferreira, natural do Rio de Janeiro, mora em Palmas - TO desde 2000, atuando nos grandes empreendimentos do setor gastronômico do estado e atualmente desenvolve um projeto de consultoria e de assessoramento com foco no atendimento a clientes.”

0 comentários:

 

Copyright @ 2013 Restauranter.