ENTENDENDO: RESERVADO, RESERVA OU GRAN RESERVA

(4.722) O Restauranter:

ENTENDENDO: RESERVADO, RESERVA OU GRAN RESERVA

VINHO RESERVADO

Essa classificação pode confundir o consumidor que ainda é novato na prática de degustação da bebida. Isto acontece porque este vinho não passa por um processo muito longo de amadurecimento, permitindo uma disponibilidade maior e quantidade maior também. O vinho reservado não exige o estágio em barris, por isso torna-se um vinho mais acessível. É uma bebida mais frutada e por isso é considerado um bom vinho para quem inicia sua apreciação. O que também não quer dizer que seja um vinho ruim. Não podemos esquecer que o produtor sempre se preocupará em fazer uma bebida com o mais alto nível de qualidade para oferecer aos consumidores, e nem por isso, a garrafa se tornará mais cara (por ser um vinho que precisa de menos tempo de armazenamento, é também um pouco mais barato).

Estes vinhos são muito utilizados como “vinhos de entrada” em muitas vinícolas e, em sua maioria, não estão listados nos portfólios das mesmas. É um vinho suave recomendado para quem não é ainda tão simpatizante da bebida ou está iniciando sua prática de degustação. Essa nomenclatura foi criada na América do Sul, de forma a tentar valorizar os vinhos mais simples. O termo "Reservado", muito utilizado no Chile, significa um vinho simples, sem estágio em barricas de madeira, frutado, sem complexidade e normalmente considerado vinho "de entrada" (a linha mais barata da vinícola).

VINHO RESERVA

A América do Sul, países como os Estados Unidos e Austrália, o termo Reserva possui diferentes definições, que podem mudar entre países e regiões vitivinícolas, não existindo regra ou legislação que limite a utilização desse termo nos rótulos dos vinhos. Como a utilização do termo Reserva nesses países é livre, alguns produtores usam para sinalizar o amadurecimento em barricas de carvalho, sendo que o tipo de barrica e o tempo muda de uma vinícola para outra, outros utilizam para expressar o tipo de colheita ou uma linha de vinhos.

Em alguns países, também encontramos termos como Reserva Especial, Reserva Privada, Gran Reserva, entre outros, mas nenhum deles, assim como Reservado e Reserva, possuem qualquer regra ou legislação. Na grande maioria dos casos, são utilizados para diferenciar o tempo de amadurecimento em barricas de carvalho entre as linhas de vinhos da vinícola. De forma geral, a ordem crescente de complexidade dos vinhos seria: Reservado, Reserva, Reserva Especial, Gran Reserva.

VINHO GRAN RESERVA

O nome já é sugestivo quanto ao valor da bebida e tem em sua produção um cuidado redobrado – em alguns casos, apenas detalhes, mas que definitivamente fazem toda diferença. Ao contrário dos outros dois já citados, o processo de produção do vinho Gran Reserva é mais elaborado e demorado. Portanto, é uma bebida com um custo de aquisição um pouco maior e se encontra em menor quantidade no mercado.

A nomenclatura está diretamente ligada ao tempo ao tempo de amadurecimento do vinho. Nos países que possuem legislação específica, eles precisam de no mínimo 5 anos de envelhecimento ou armazenamento (em condições específicas), sendo 2 anos em barris de carvalho e os outros 3 anos na própria garrafa. Isto vale para os vinhos tintos, pois quanto para os vinhos brancos e roses este período é menor, pois por não terem tanto contato com a casca da uva, têm menor tempo de vida.

https://www.viavini.com.br/blog-de-vinhos/vinho-gran-reserva-reserva-ou-reservado-entenda-a-diferenca/

https://www.wine.com.br/winepedia/sommelier-wine/vinho-reserva-e-reservado/

MAURICIO GOULART FERREIRA

“Mauricio Goulart Ferreira mora em Palmas-TO desde 2000, Administrador, Bacharel em Ciências Contábeis, MBA em Liderança e Coaching na Gestão de Pessoas atua nos maiores empreendimentos do setor gastronômico do estado e desenvolve projeto de consultoria e de assessoria com foco no atendimento a clientes.”

0 comentários:

 

Copyright @ 2013 Restauranter.