quinta-feira, 3 de março de 2016

EAD - ENSINO A DISTÂNCIA É SOLUÇÃO PRA QUEM JÁ TRABALHA

(3737) O Restauranter:

EAD - ENSINO A DISTÂNCIA É SOLUÇÃO PRA QUEM JÁ TRABALHA


A flexibilidade de tempo que o ensino a distância proporciona está virando o grande atrativo para quem trabalha e quer fazer um curso superior.

Quem opta por um curso tradicional precisa adaptar toda a sua rotina aos estudos: negociar o horário de sair do trabalho, fazer as tarefas entre uma coisa e outra, gastar tempo com deslocamento diário até a faculdade, comer na rua, etc.

Já no curso a distância, tudo isso muda. O aluno pode estudar em casa, no seu próprio tempo. Pode acessar o conteúdo quando quiser, em qualquer lugar conectado à internet. Além de tudo, ainda interage com professores, tutores e colegas de turma normalmente.

Com tantas facilidades, não é de se espantar que o ensino a distância venha crescendo tão rapidamente no Brasil.

Descubra as vantagens de se fazer um curso a distância e veja como é fácil adaptar os estudos ao seu dia a dia!

Vantagens do EAD para quem já trabalha

Se você já trabalha e quer fazer um curso superior para assumir cargos mais elevados e melhorar o salário, talvez um curso a distância seja a melhor opção.

Não é à toa que, hoje, 87% de todos os alunos EAD estejam trabalhando.

Para se ter uma ideia mais precisa, dos 1,3 milhão de matriculados em EAD no País, 1,13 milhão concilia estudos e emprego.

Esses dados são de uma pesquisa elaborada pela Educa Insights que desenhou o perfil dos estudantes dessa modalidade no Brasil.

As principais vantagens do EAD para quem tem um emprego são a flexibilidade de tempo e o custo da graduação.

Com a flexibilidade é possível adaptar o andamento do curso ao seu ritmo e tempo disponível. Se você trabalha nos turnos da manhã e da tarde, por exemplo, pode dedicar a noite aos estudos - como seria numa faculdade comum.

A diferença aqui está no ritmo com o qual você acompanha as aulas. Com o conteúdo disponível o tempo todo, você pode assistir aos vídeos, ler os textos, participar das discussões e tirar suas dúvidas usando apenas o tempo necessário para cada tarefa. Não precisa esperar a “próxima aula”, por exemplo.

Com isso, pode dedicar mais ou menos tempo ao curso, dependendo das tarefas do seu dia.

A economia com deslocamentos também é um ponto forte do ensino a distância. Sem ter que enfrentar trânsito para ir e vir da faculdade todos os dias, o aluno economiza tempo e dinheiro, podendo se dedicar melhor à faculdade.

O fator custo também é outra vantagem do EAD. Com mensalidades consideravelmente mais baixas que as dos cursos tradicionais, é possível escolher entre as dezenas de opções de graduação disponíveis no mercado: Letras, Artes, Marketing, Pedagogia, Ciências Contábeis, Ciências Biológicas, Engenharia de Produção, Educação Física e muitos outros.

Quanto custa fazer um curso a distância?

De acordo com a Educa Insights, o custo médio de um curso EAD no Brasil é de R$ 260 mensais. Esse valor é cobrado por quase metade (43%) das instituições que oferecem graduações a distância no Brasil.

É um investimento relativamente baixo se considerarmos que um diploma de nível superior pode elevar seu salário em até três vezes, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE.

Se ainda assim esse valor estiver acima do seu orçamento, uma boa notícia: muitas instituições de ensino cobram ainda menos, cerca de R$ 150 mensais.

Ou seja: o custo já não é mais uma desculpa para deixar de conquistar um diploma de nível superior!

Claro que existem cursos mais caros por aí. Várias graduações em Engenharia, por exemplo, já são oferecidas a distância e têm um custo mensal que vai R$ 350 a pouco mais de R$ 1.000.

A mensalidade varia de acordo com a necessidade de infraestrutura da graduação. Cursos que exigem laboratório, uso de equipamentos específicos e demandam muitos encontros presenciais tendem a ser mais caros.

O estudante de curso a distância no Brasil

Conheça um pouco mais do público que está aderindo em massa ao ensino a distância! Os dados foram extraídos da pesquisa do Educa Insights:

85% dos alunos EAD vêm de escola pública.77% pertencem às classes B e C.67% são mulheres.41% têm entre 31 e 40 anos.83% pagam a própria mensalidade.O que mais gostam: interação com os tutores, discussões no ambiente virtual de aprendizagem e qualidade do material didático.Consideram mais importante: uso de vídeo-aulas, encontros presenciais e material didático.





EAD requer dedicação!

Se você acha que fazer um curso a distância é para quem não está muito a fim de se dedicar, a pesquisa do Educa Insights está aí para mudar essa ideia.

Estudar no seu ritmo e no horário mais conveniente não significa falta de compromisso - pelo contrário: quem estuda a distância leva a sério a faculdade.

Veja como se comportam os estudantes de EAD no País, segundo a pesquisa do Educa Insights:

90% dos que fazem um curso EAD estudam de casa.66% estudam de 3 a 5 dias por semana.Muitos dedicam entre 2 e 4 horas de estudos por dia.62% estudam à noite, sozinhos.

Quem ainda está em dúvida se o ensino a distância vale a pena, deve saber que não está sozinho. A grande maioria dos alunos de EAD (75%) passou pelo mesmo dilema. No entanto, quem escolheu estudar a distância hoje se diz feliz com a decisão e recomendaria a instituição onde estuda para um amigo.

Onde fazer um curso a distância

Antes de se matricular em qualquer curso superior a distância, você precisa ficar de olho em duas informações muito importantes:

A instituição tem o reconhecido do Ministério da Educação (MEC) e está autorizada a oferecer o curso?A faculdade tem algum polo de apoio presencial próximo à sua casa? Lembre-se de que o MEC exige que pelo menos 20% da carga horária do curso EAD seja feita de forma presencial. Isso quer dizer que você vai ter que se deslocar até o polo para apresentar trabalhos, fazer provas finais, participar de atividades de laboratório ou grupos de estudos.

Confira instituições autorizadas e pelo MEC a oferecer cursos a distância pelo Brasil:

Instituições Privadas:

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI)
Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio)
Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)
Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
Universidade Estácio de Sá (UNESA)
Universidade Norte do Paraná (UNOPAR)

Instituições Públicas:
Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
Universidade Federal de Goiás (UFG)
Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Fonte: http://www.msn.com/pt-br/noticias/educacao

MAURICIO GOULART

“Mauricio Goulart Ferreira, natural do Rio de Janeiro, mora em Palmas - TO desde 2000, atuando nos grandes empreendimentos do setor gastronômico do estado e atualmente desenvolve um projeto de consultoria e de assessoramento com foco no atendimento a clientes.”

0 comentários:

 

Copyright @ 2013 Restauranter.