segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

CINCO EMPRESAS SÃO LICENCIADAS PARA QUADRO GERAL

(2161) O Restauranter informa:

Cinco empresas são credenciadas e quatro permanecem concorrendo para realização do concurso do Quadro Geral: Fibra vai recorrer

A abertura dos envelopes contendo as propostas das empresas interessadas em realizar o concurso Quadro Geral do Estado aconteceu na manhã desta segunda-feira, 27. Cinco empresas foram credenciadas sendo que uma delas foi inabilitada por inadequação nos documentos. O prazo para recurso da empresa é de cinco dias e a Comissão de Licitação vai ter mais cinco para analisar. Segundo o secretário de Comunicação, Arrhenius Naves, os prazos não vão alterar o cronograma.
Fábio Coêlho
 
Lourenço BonifácioComissão de licitação analisa propostas de empresas
Comissão de licitação analisa propostas de Empresas
A Comissão de Licitação do certame do Quadro Geral do Estado se reuniu na manhã desta segunda-feira, 27, para abertura dos envelopes contendo as propostas das empresas interessadas em realizar o concurso. Hoje foram conferidos os documentos de habilitação das empresas. Em um segundo momento a área técnica vai ser analisada e por fim as propostas de preços. O processo é divido em três fases.
Cinco empresas foram credenciadas para o processo seletivo sendo que a Faculdades Integradas Brasil Amazônia –Fibra, do estado do Pará, foi inabilitada por falta do documento de comprovação do Índice de Liquidez Geral. Segundo o secretário de Comunicação, Arrhenius Naves, a empresa vai ter um prazo de cinco dias úteis para entrar com recurso, que vai ser analisado pela Comissão dentro do prazo de cinco dias.
De acordo com o secretário, a desabilitação da Fibra e o prazo de recurso não vão alterar as datas previstas no cronograma. “Vamos conseguir cumprir todos os prazos. Vamos trabalhar pensando positivo e vamos divulgar o nome da empresa o mais rápido possível”, informou.
O procurador da Fibra, Raimundo Viana de Castro, afirmou que a empresa vai recorrer. “Os cálculos constam no balanço e isso consta no processo”, ressaltou Castro ao informar que o índice define a capacidade de pagamento da empresa.
Sem concorrência no Estado
Nenhuma empresa do Estado concorreu e o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Estado – Sisepe, Cleiton Pinheiro, destacou que mais de 60 mil pessoas já estão inscritas para o certame e mais de 100 mil devem fazer o concurso. “No Estado, as empresas não tem estrutura física o que fez com que outras empresas se inscrevessem”, ressaltou.
Segundo o secretário da Comunicação, a situação de nenhuma empresa local está concorrendo ocorre porque não há interesse. “A licitação segue as regras de mercado e apenas as empresas que acreditam ser interessante para elas concorrem”, informou.
Empresas
As empresas cadastradas para realizar o certame foram: Assessoria em Organização de Concursos Públicos Ltda do Paraná, Consultoria e Planejamento em Empresas Públicas – Consulplan de Minas Gerais, Faculdades Integradas Brasil Amazônia –Fibra do Pará, Instituto Ludus do Piauí e Imagens e Dados Ltda do estado de Goiás
Segundo o cronograma, o certame deve tramitar na Procuradoria Geral do Estado a fim de encerrar o processo licitatório até o dia 3 de março e o edital de convocação do Concurso deve ser elaborado e publicado até o dia 10 de março já que a programação, segundo o cronograma atualizado, é para que as inscrições aconteçam entre os dias 13 e 22 do mesmo mês.

MAURICIO GOULART

“Mauricio Goulart Ferreira, natural do Rio de Janeiro, mora em Palmas - TO desde 2000, atuando nos grandes empreendimentos do setor gastronômico do estado e atualmente desenvolve um projeto de consultoria e de assessoramento com foco no atendimento a clientes.”

0 comentários:

 

Copyright @ 2013 Restauranter.