sábado, 11 de fevereiro de 2017

STRUDEL - CASA OLIVEIRA

(3822) O Restauranter:

STRUDEL - CASA OLIVEIRA

O strudel é um tipo de doce em camadas e enrolado com recheio em seu interior. Se tornou conhecido e ganhou popularidade no século 18 durante o Império Habsburgo.

O doce foi denominado da palavra em alemão “Strudel”, que no Médio Alto da Alemanha, significa literalmente redemoinho.

A origem dessa forma de se trabalhar a massa e as inúmeras maneiras de preparo, nos é desconhecida nos dias de hoje. A receita mais antiga que temos conhecimento do nosso conhecido strudel, remonta de 1696, e está preservada na Biblioteca Municipal de Viena, a “Wiener Stadtbibliothek”.

O strudel é mais frequentemente associada à cozinha austríaca, mas historicamente já era conhecida dentro da culinária árabe e turca. Lá essa especialidade era e até hoje é, feita com massa “filo” e recheado com nozes, pistache, amendoas, mel, queijos, yogurtes, carnes etc, e não era somente enrolados, mas também sobrepostas as camadas.

Podem ter os austríaco se inspirado no modo como os turcos esticavam a massa, mas os húngaros, austríacos, e os bavarios tiveram suas participações no seu aprimoramento. Em todo o caso, foram os vienenses, especialistas neste setor, que tornaram essa iguaria conhecida no mundo todo. Os tipos mais conhecidos são o de maçã (Apfelstrudel) e o de queijo ricota, com passas e açúcar (Topfenstrudel). Nesta lista também se incluem o de cereja azeda (Weichselstrudel),de cereja doce (Kirschenstrudel) e de semente de papoula (Mohnstrudel).

Existem também strudels salgados recheados com espinafre, repolho, verduras entre outras receitas. O strudel na confeitaria austríaca é diferente dos strudels servido em outras partes do mundo, que muitas vezes são feitos de massa folhada, massa de fermento ou de massa filo.

A tradicional massa do strudel na Áustria é muito fina e elástica. É feita à partir de farinha de trigo com elevado teor de glúten, contendo, água, sal, açúcar, manteiga e ovo (opcional). A massa é trabalhada vigorosamente, descansada e depois esticada sobre uma toalha de pano até ficar muito fina.

Dizem por ai, que ela deve ser tão fina de modo ser possível ler um jornal através dela. Existe uma lenda que diz que o imperador austríaco era tão perfeccionista que ordenou ao seu cozinheiro que fosse feito a massa de maneira que fôsse possível se ler uma carta de amor através dela.

Em Viena pode ser visto degustado tanto como sobremesa, após uma boa refeição; como também como prato principal, acompanhado de molhos. Agora, não existe nada mais aconchegante do que sentar à mesa com uma xícara de café fumegante acompanhado de uma fatia de strudel com creme chantilly. Bom apetite!

FONTE: www.confeitariachristina.com.br

MAURICIO GOULART

“Mauricio Goulart Ferreira, natural do Rio de Janeiro, mora em Palmas - TO desde 2000, atuando nos grandes empreendimentos do setor gastronômico do estado e atualmente desenvolve um projeto de consultoria e de assessoramento com foco no atendimento a clientes.”

0 comentários:

 

Copyright @ 2013 Restauranter.